domingo, setembro 16, 2012


Uma fase para dois

Oi gente!

Eu tenho observado muito o meu filho e tenho visto o quanto ele curte ser criança e essa fase. Eu digo isso porque do que consigo recordar da minha infância, eu odiava ser criança e como odiei todas as fases que tive que passar. Não por menos, eu comecei a trabalhar com 14 anos porque queria me tornar uma mulher. Quem dera eu saber que para me tornar a mulher tão sonhada eu teria que antes, me tornar mãe. Só depois do nascimento do meu filho eu me encontrei verdadeiramente. Louco isso, não acham?
O meu marido sempre me conta as fases da vida dele e lembra de muita coisa da infância e diz que também curtiu muito. Eu me lembro de muito pouco, creio eu porque não foi uma infância legal ou um momento em que eu estivesse aproveitando realmente. Não acredito nessa de que só depois de certa idade a pessoa possa sentir isso e definir o que realmente é. Se somos espíritos e bem sabemos que não temos como prever nossa "idade espiritual", não sabemos se zeramos um contador ou voltamos pra completar os espaços em branco dessa imensa lacuna. Gosto de pensar que sempre voltamos para concluir fases, evoluir espiritualmente e ter ascensão espiritual. Um bom exemplo disso são as crianças de hoje. Na nossa infância, éramos muito atrasados em relação a geração que vem chegando por aí.  Vejo muita gente comparar a evolução das crianças com a evolução tecnológica, associando o fato de que se a máquina evolui, as crianças acompanham. O efeito é contrário, naturalmente. Nós estamos sempre evoluindo e as gerações que chegam vão superando as anteriores e colocando isso no papel. Nos trabalhos, projetos, pensamentos e idéias. Se antes quebrávamos a cabeça pra programar uma gravação no video cassete, hoje onde estivermos programamos isso pelo computador, senão o próprio celular. Amanhã, chega uma nova "tecnologia" que muda totalmente essa rotina e nos colocar a aprender coisas novas. Mas como? Pelas mãos dos nossos filhos. Eles são os futuros arquitetos da nossa vida. Irão projetar tanto coisas que nos beneficiarão, como coisas que para a partir de uma certa idade , possa a vir nos atrapalhar mesmo. Mais um detalhe natural. Já fizemos isso se não com os nossos pais ao menos com os nossos avós. Loucura? Que nada, pura realidade. 
Se pararmos pra pensar dá ficar maluco nessa reflexão. Como eu estou amando viver a minha fase, eu deixo pra pensar em coisas que possam beneficiar o desenvolvimento do meu herdeiro genético, pois tecnologicamente falando ele é superior.
Alguém já caiu nesse tipo de pensamento?  
Boa Viagem! eheheh
Beijos

19 comentários:

  1. Bom eu aproveitei e me lembro bem de cada fase que já passei e espero poder viver com a mesma intensidade as fases que me esperam.Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Quelita
      Que bom que aproveitou! Foi feliz e isso é o mais importante!
      Obrigada por compartilhar! Bjsss

      Excluir
  2. Adorei o texto Edi muito bem escrito ;)
    Sim ja me deparei com essas questoes, e como vc penso muito no futuro, tudo esta evoluindo e a minha infancia e a de hj é muito diferente, as vezes penso que eu sou velha demais rsrs
    Acredito que algumas questoes tb me deixam intrigada, e tambem estou vivendo e curtindo o momento e sonho de um dia passar por essa experiencia de criar um filho lindo!!
    beijao para vc e o Eduardinho ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahah
      Tati
      Obrigada meu amor
      Eu vivo pensando, não paro! Sou aquelas que quer saber a real razão de tudo rsrsrsrsrsrs
      Bjsss

      Excluir
  3. Tem coisas que nos completam e nos fazem mudar, temos fases e aprendizados. E seu filho é uma benção que veio pra completar você que é maravilhosa e com certeza é uma ótima mãe. ADORO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido amigo,
      Sabe da minha amizade a admiração por você!
      Muito obrigada por tudo. Seu comentário foi muito importante para mim.
      Estou aprendendo muito mesmo. Graças a Deus, estou evoluindo e acompanhando o ritmo do meu filho amado. Minha benção e minha vida.
      Obrigada!
      Saudades mil
      Beijos
      Adoro você!

      Excluir
  4. Uauuu, não é a toa que sou fã dessa mulher;
    dessa linda mulher, Mãe, esposa !!

    E.. vai ser daí pra melhor..
    você e Eduardinho só vão evoluir.. juntos, e sempre ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fany!
      Fico muito feliz mesmo.
      Deus abençoe você e os seus
      Bjsss

      Excluir
    2. Amém .. amém .. amémm !

      Que nos abençoe sempree

      Excluir
  5. Eu me lembro bem de minha infância, conto partes para meus filhos, as vezes até repito,eles dizem que já conhecem a história..rs, imagina quando for a vez de meus netinhos....rs.
    Assim como você curto muito ser mãe, agradeço a Deus todos os dias por terem nascido perfeitos e com saúde, pois as 2 gravidez foram de risco.
    Bjoss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own que lindo, Vera!
      Agradeço muito tb.
      Deus protege a sua criação! Eu tb passei momentos difíceis na gestação mas como disse, passou!
      Bjssss

      Excluir
  6. Que linda!
    Eu posso dizer que curti cada fase da minha vida.
    Minha infância, minha adolescência, fase de paquerinhas na escola, namoricos nada sério, namoro sério, noivado e agora casamento. Tudo teve a sua hora, sabe?
    Estou quererndo viver logo a etapa da maternidade, tomara que eu consiga logo.
    É verdade que passei por alguns momentos que precisei amadurecer e contar com uma responsabilidade que não era minha naquele determinado momento, faço terapia hj por causa disso, mas eu acho muito importante viver cada passo de cada vez, né?
    Não se deve ter pressa, a vida já passa tão rápido...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nat
      Que lindo! Super bacana mesmo.
      Espero que a maternidade chegue logo pra ti e que seja ainda mais feliz!
      Super beijosss

      Excluir
  7. Amiga do céu, que viagem ein...rs
    Mas confesso que tem horas que me pego pensando:
    "Será que vou conseguir ter filhos no mundo em que estamos?"
    "Será que ele vai conseguir entender algumas escolhas que fiz durante a minha vida, e que ele inevitavelmente viverá as consequências dessas escolhas?"
    Bom, o que posso dizer de mim é que, eu vivi!! E vivi muito bem!
    Graças a Deus!!!
    Fui feliz em minha infância, aproveitei o que pude, foi uma infância sofrida, porém foi justamente por causa dessas ''sofrimentos'' que hj sei escolher meus caminhos e discernir o que é bom, o que é certo e etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, eu entendo o que você passa. Mas os filhos chegam na hora certa e Deus preenche as nossas dúvidas com muito amor e carinho, sempre!
      Bjs

      Excluir
  8. Que coisa linda de ser ler.
    Acho legal relatar cada fase do filho e guardar para mostrar a ele no futuro.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso exatamente isso. É uma forma de demonstrar o que sentimos em cada momento que participamos do seu crescimento e evolução.
      Beijos

      Excluir
  9. Curta muito, nada mais lindo do que o AMOR DE MÃE, e mais ainda, o reconhecimento do FILHO! Parabéééééns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Berta. Esse amor é único! Fonte de Vida! Beijos

      Excluir

Obrigada por comentar! Em breve, retornaremos! :-)

Siga no Google +

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano