quarta-feira, dezembro 26, 2012


Influência dos elogios no desempenho das crianças e na formação de valores @marcosmeier @edifortesmakes


Recentemente, um grupo de crianças pequenas passou por um teste muito interessante. Psicólogopropuseram uma tarefa de média dificuldade, que elas executariamcontudo, sem grandes problemasTodas conseguiram terminar a tarefa depois de certo tempoEm seguida, foram divididas em dois grupos.

grupo A foi elogiado quanto à intelincia: "Uau! Como você é inteligente!", "Comvocê é esperto!", "Que orgulho! Você é genial!"... outros elogios relacionados à capacidade de cada criança.

O grupo B foi elogiado quanto ao esforço: "Parabéns! gostei dver o quanto você se dedicou nesttarefa!", "É muito bom ver o quanto você se esforçou!", "Como você é persistenteTentou, tentou, até conseguir..Muito bem!E outros elogios relacionadoao investimentrealizade não às capacidades percebidas na criança.

Depoidessa fase, uma nova tarefde dificuldade equivalentà primeira foi proposta aodois grupos de criançasAqui, elas podiam escolher se queriam ou não participar da mesma.

Arespostas das crianças surpreenderamA grande maioria das criançadogrupo A o participou.

Não quiseranem tentarPooutro ladoas criançado grupo B aceitaram odesafio. Não recusaram novtarefa.

A explicação é simples e nos ajudcompreender como elogiar nossos filhos e nossos alunos. O ser humano fogde experiências qupossam sedesagradáveisA maioria das crianças, elogiadas apenas pela suinteligência esperteza, não quiseram se arriscar a errar, pois o erro poderia modificar imagem que os adultos tinham delas. Já as criançaelogiadas pelseu esforçodedicão à tarefa ou persistênciase dispuseram tentar, porque independente do resultado da suaçãoa sua posturfrente ao trabalhé quseria reconhecida.

Sabemode "N" casos de jovens consideradomuito inteligentes nãpassarem no vestibular, enquanto aqueles jovens "médios" conquistam essa vitóriaOs "inteligentes", muitas vezes, confiam na sua capacidade e deixam dse preparar adequadamenteOs outros sabiaquse não estudassemuitseriam aprovados ejustamente por issoestudaramaisresolveram maiexercíciosleram e se aprofundaram em cada umdas disciplinas.

No entantoissnãé tudoAlédos conteúdoescolares, nossofilhoprecisaaprendevaloresprincípios e éticaPrecisam respeitar as diferenças, lutacontra os preconceitos, adquirihábitos saudáveis e construir amizades sólidasNão sconsegue nada disso por meio de elogios frágeiscom enfoque apenas no ego de cada umÉ preciso que sejam incentivadoconstantemente agir assim. Issse faz com elogios, feedbacks, e incentivos ao comportamento esperado.

Nossos filhoprecisam ouvir frasescomo: "Que bom que você o ajudouvocê teum bom coração""Parabéns, meu filho, por ter dito a verdade apesar de estar comedo..Você é ético", "Filha, fiquei orgulhoso de você ter dado ateão a sua colega novata ao invés dtê-la excluído, como algumas de suas colegas o fizeram...Você é solidária", "Isso mesmo, filho; deixar seprimo brincacom sevideogame foi muito legal, você é um bom amigo".

Elogios desse tipo estãfundamentadoem ações reais e reforçam o comportamentda criaaque tenderá a repeti-losIsso não é "táticapaterna, é incentivo real.

Por outro ladoelogiar superficialidades é uma tendência atual"Que linda você éamor!""Acho você muito espertomeu filho!", "Como você é charmoso!", "Que cabelo lindo!", "Seus olhos são tão bonitos!". Elogios como esses estão baseados em fatosneem comportamentosoatitudes. São apenas impressões einterpretações dos adultos. Em breveessas criançaestafazendo chantagens emocionaisbirras, manhas e "charminhos"Quando adultos, não terão desenvolvido resistência à frustração e a fragilidade emocional estará presente.

Homens e mulheres de personalidade forte e saudávesão como carvalhos que crescem nas encostas das montanhas. Os ventos nãos derrubampois cresceram napresençdeles. São frondosos, têm copagrandes e o verde de suas folhas mostra vigorpois se alimentarada terra fértil.

Que nossos filhos recebam o vento e a terradubada por nossa postura firme e carinhosa.



Texto de Marcos Meier

Mestre em educação, psicólogo, professor de Matemática 

54 comentários:

  1. Bem interessante a pesquisa.
    Gostei bastante.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani
      Boa Noite!
      Super bacana!
      Para os pais, é essencial!
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa eu estou estudando esse comportamento das crianças em umas disciplinas da faculdade, é Psicologia da Educação. É muito legal saber + sobre esses comportamentos das crianças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana,
      Boa Noite!
      Menina, procura os livros do Marcos Meier, que te ajudarão muito!
      Beijos

      Excluir
    2. Vou procurar sim Edi. Obrigada pela dica! ;**

      Excluir
    3. Obrigada você, Aninha! Beijosssss

      Excluir
  3. Na vida nada cai do céu, nosso esforço em conseguir é que nos traz satisfação e orgulho, se for incentivado desde pequeno melhor ainda!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite
      Quelita
      Lembrando que o incentivo tem que ser colocado de forma correta. Senão estragamos a criança. Seja a deixando mimada ou a torturando psicologicamente.
      Beijos

      Excluir
  4. Perfeiiito, e acho que todos que são, ou que já sonham em ser PAIS...
    deveriam ler isso, e se aprimomarem mais ;)

    achei super interessantee ^^

    ResponderExcluir
  5. Ah como é difícil educar!!
    Eu faço o possível para incentivar, apoiar, as vezes uma bronca, dependendo da situação.
    bjoss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera
      Difícil e de matar qualquer mãe do coração
      As atitudes precisam ser pensadas e repensadas pra não cair na besteira de errar e traumatizar ou mimar demais a criança.
      Mas sempre vencemos!
      Beijosss

      Excluir
  6. Muito bom!!!
    Tento sempre incentivar meu filho.
    Sempre que nao entende alguma coisa da escolinha e ele me diz: Mamae, nao consigo...Sento com ele e falo: Consegue filho, claro que consegue! Ele se esforca e acaba conseguindo e fica todo feliz!!!!
    Sempre o incentivamos a dividir os brinquedos com os amiguinhos, dividir a comida, etc....
    Nao acertamos 100% mas nos esforcamos ao maximo para dar uma boa educacao aos nossos filhos!
    Muito bom o texto, nos faz refletir ainda mais sobre a cricao dos pequenos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani querida, que lindo o que vc escreveu!
      Qual a idade do seu filho?
      Fiquei muito feliz com o seu comentário
      Super beijos

      Excluir
    2. tenho 2, o mais velho tem 5 anos e meio e o outro completou 6 meses, sao 2 meninos!!!!!!!

      Excluir
    3. Gente, que família linda! Parabéns Dani! Deus abençoe!
      Beijos

      Excluir
    4. Obrigada Edi, Deus abencoe sua familia tbem!!!!!
      bjos

      Excluir
  7. nossa que interessante nunca pensei dessa forma, vou fazer diferente daqui pra frente com meu filho, *-*
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daiane, as vezes ficamos tão preocupadas em educar as crianças e acabamos agindo no sentido contrário.
      Beijosss

      Excluir
  8. To maravilhada com esse artigo!!!
    Adorei o teste, e o resultado me fez refletir em minha história de vida, desde criança até agora...
    De fato, quando fiz vestibular muitos colegas meus sorriram e disseram: tente outro curso, esse é muito concorrido (devido ser na universidade federal).
    E eu nunca fui a melhor da turma, mas tmb sempre fui uma das mais esforçadas!
    E foi exatamente o q fiz, me esforcei, me dediquei e consegui passar no vestibular que todos disseram p/ eu desistir. E muitos q eram considerados ''integentes, cdf's, nota 10" acabaram não passando!
    Glória a Deus por isso!!!
    Muito interessante esse estudo de caso e comportamento aplicado
    kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari,
      Fico muito feliz que tenha gostado e aplicado na sua experiência.
      Deus te abençoou e te colocou no caminho correto.
      Fico muito feliz por você! Merece todo o sucesso!
      Super beijos

      Excluir
  9. Eu não sou mãe.. mas vejo como é dificil educar uma criança!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como é. Tarefa diária que exige muito da família.
      Beijosss

      Excluir
  10. É mto dificil educar! Tenho um filho de 2 anos e é duro ter que colocar de castigo e dar palmadas no bumbum...nao sou totalmente contra palmadas acho q é bom sim...no bum bum é claro...com moderação..mas eu fui criada assim e me orgulho da educação que tive...sei elogiar e castigar qdo necessário...é dificil ser mãe..

    http://maquiagemdaclaudinha.blogspot.com
    http://facebook.com/blogmaquiagemdaclaudinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia
      Boa Noite.
      Menina, tenho um filho de dois anos e se eu falo castigo, ele fica desesperado. Deve ter acontecido algo traumatizante na escolinha, e hoje, preciso cuidar com as palavras para não deixá-lo ainda mais traumatizado. Educar é muito difícil. Realmente, é uma arte.
      Beijos

      Excluir
  11. Também não sou mãe ainda, mas omo tenho visto é muito difícil educar uma criança!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jana
      Realmente, é muito difícil. Mas nada é impossível e sempre nos superamos!
      Beijos

      Excluir
    2. Com certeza é bem difícil, mas com certeza gratificante!
      Bjs

      Excluir
  12. É preciso impor limites mesmo quando o coração doe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Meu coração parte, mas faço para o bem dele. Beijos

      Excluir
  13. Super interessante isso!!! Como uma simples frase mal colocada pode ter um peso tão grande na educação de uma criança!!
    Adorei Edi!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adri
      Temos que controlar a nossa linguagem, palavras, gestos. Tudo pra eles, serve como exemplo!
      Beijos

      Excluir
  14. Super legal esse teste!
    Incentivar sempre!
    Se cair, levante!
    Se errar, tente novamente!
    E por ai vai.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Dani.
      O espírito é este mesmo. Beijossssss

      Excluir
    2. Eh bem dificil criarmos nossos pequenos, mas aprendemos com o dia a dia!!!!
      bjos

      Excluir
  15. ótimo texto edi é para se refletir, é tão difícil criar filhos a gente sempre acha que falaha em algo. Adorei a dica bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Elaine.
      Eu me cobro 24horas/dia.
      Temos que cuidar com palavras/atitudes e por aí vai. No final, sempre vencemos!
      Beijos

      Excluir
  16. DIZEM QUE CRIANÇA DA TRABALHO PORÉM, NÓS, ADULTOS QUE NÃO OS LIMITAMOS PARA QUE POSSAMOS NO FUTURO FALAR BEM DA EDUCAÇÃO DE NOSSOS FILHOS!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joana
      Adorei o que disse!
      Funciona assim mesmo!
      Por isso devemos fazer e falar enquanto temos tempo e podemos corrigir eventuais falhas. Depois, as coisas ficam mais difíceis, se não, impossíveis.
      Beijosssss

      Excluir
  17. EDI QUERIDA É MUITO BOM LER SEUS TEXTOS E REFLEXÕES PRINCIPALMENTE EM RELAÇÃO A FILHOS. GOSTO MUITO DE ELOGIAR MEUS FILHOS POIS PERCEBO QUE ISSO OS MOTIVA PORÉM, TEM VEZES QUE EU PARTICULARMENTE ACHO QUE O ELOGIO DEVE SER DOSADO PORQUE SENAO, ESQUECEM DE SUAS OBRIGAÇÕES EM ESPECIAL AS TAREFAS ESCOLARES!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz com o seu comentário e com suas ações. Está certíssima. Tudo dentro dos limites. Beijos

      Excluir
  18. Que post lindo amiga!!!
    Que 2013 seja repleto de benções e graças!
    Com muita paz, amor, saúde e sucesso.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Linda! Paz e Benção, sempre! Beijosss

      Excluir

Obrigada por comentar! Em breve, retornaremos! :-)

Siga no Google +

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano