sexta-feira, março 08, 2013


Afinal, ser ou não ser, mãe?

Uma das decisões mais difíceis de se tomar na vida é a de ser mãe. Deixar pra trás tudo o que viveu e partir para uma nova vida, "literalmente".

Para assumir esse compromisso de vida, é preciso esquecer que existe horário pra você, que os compromissos continuarão como está acostumada, viagens a dois, passeio no final do dia, jantar, cineminha, happy hour... Pode esquecer tudo, da forma com a qual está acostumada. Agora o tempo será "adaptado" e encaixado conforme a rotina do seu filho seguir. Até os dois anos, ele depende exclusivamente da mãe. Não adianta dizer que ele ficará bem com a avó que é a segunda mãe e outras coisitas mais. Mãe é mãe, é uma só. 

Viajar e deixar o filho com o sentimento de abandono? 
Você teria coragem? Eu não, nem pensar.

Ter um jantar com amigos e aparecer uma febre no final da tarde.  Como resolver? 
Ficando com o filho, cuidando, dando atenção, carinho e proteção. É o melhor remédio para eles.

Boate?
Boa sorte, minha amiga. Se você conseguir essa energia e disposição, você estará superando muitas mães, inclusive a mim.

Dormir? 
Virou artigo de luxo e dos raros. Pode esquecer!

Depois que meu filho nasceu não sei o que é unha comprida, saia curta, cabelo solto e salto alto. Claro que me refiro durante os passeios com ele. A unha torna-se inviável em qualquer ocasião. 

Algumas mães, transferem a sua responsabilidade para a babá. Boa sorte pra quem tiver essa coragem. Acho uma atitude irresponsável e egoísta. Não deveria ter optado pela maternidade. Ficaria mais fácil comprar um gato, quem sabe?

Eu fiz a melhor escolha para a minha vida e não me arrependo.
Se eu disser que não me canso, não me estresso e não tenho medo, estaria mentindo. Mas afinal, quem estaria melhor preparada para essa incrível aventura e explosão de sentimentos, do que nós, mulheres?

Beijos 

24 comentários:

  1. No inicio reamente é complicado, mas hoje já consigo conciliar as coisas direitinho.
    Já voltei a manter minhas unhas do jeito que gosto e procuro sempre ter um tempo pra mim e dar uma saidinha de vez em quando. É bom pra manter a sanidade mental da mamãe aqui.
    Ter um filho muda tudo, mas não dá pra esquecer de nós. Ser mãe é mais uma faceta do ser mulher!
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pati,
      Está mais do que certa.
      Fico feliz que tenha conseguido voltar a sua rotina normal. Eu ainda estou ensaiando amiga. rs
      Beijos

      Excluir
  2. Realmente é uma escolha que deve ser pensada, pois a rotina com certeza passa a ser outra e a mãe abre mão da sua vida para viver em função do filho, isso é inevitável.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, não tem como ser diferente, viu?
      Beijos

      Excluir
  3. Adorei o post, tenho 37 anos e decidi que quero me esbaldar em boates com me maridom viajar de mochilão, dormir sem ter hora para acordar, não me planejar e fazer o que eu quero na hora que quero. Sei que em breve ficará mais dificil engravidar por causa da idade, mas assumi o ônus e bônus dessa decisão. Não conseguiria trabalhar o tanto que eu trabalho deixando meu filho na escolinha. Estou chegando ao topo da carreira e um filho acabaria com todos os meus sonhos. Admiro demais quem tomou a decisão de ser mãe. Penso que deveriam ser mais valorizadas porque é uma tarefa árdua, que exige muita doação. Quando digo o que penso, tem gente que não entende e me critica, mas sse for para ser uma mãe meia boca, prefiro curtir e depois adotar. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aurea, aproveite tudo o que tem vontade e o que quer, minha amiga. Tenho certeza de que, na hora certa, Deus encaminha as coisas e as encaixa no seu devido lugar. Não ligue para críticas e picuinhas. As pessoas estão aí pra falar e nós, para viver :D
      Beijos

      Excluir
  4. Edi, adorei tudo que vc escreveu!!!!!!!!
    Quando engravidei, na verdade, nao estava esperando a surpresa....rsrs....meio que fiquei em choque:
    E agora?????
    O que vai mudar?
    Serei boa mae?
    Saberei cuidar do meu filho, cuidar quando estiver doente..?

    Hoje posso dizer que ate que estou me saindo bem para quem nunca havia trocado uma fralda ou segurado um recem nascido nos bracos!

    Tive que aprender sozinha, qdo digo sozinha, foi sozinha mesmo, nao tive ninguem para me ajudar a dar o primeiro banho, trocar fraldas, era soh eu e meu marido, dois inexperientes!!!!!

    Gracas a Deus aprendemos e hoje cuidamos bem dos nossos filhos!!!!!

    Tenho a certeza de que foi amelhor coisa que nos aconteceu!!!
    Ser mae????? Acho que nasci pra isso!!!!
    :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, você é uma benção na vida dos seus, tenho certeza :D
      Tudo acontece assim amiga. Deus envia e tudo se resolve.
      Não é mesmo?
      Aconteceu com você, comigo e acontecerá com as nossas amigas.
      Beijos

      Excluir
    2. Voce tambem Edi, eh uma super maezona para seu principe, tenho certeza disso!
      E a cada sorriso, ou olhar de carinho que recebemos dos nossos babys faz com que udo tenha valhido a pena!!!!!
      bjinhos :P

      Excluir
    3. Obrigada, Dani.
      Deus nos abençoe e nos dê força e luz, para educarmos nossos filhos e deixa-los encaminhados nesse mundo.
      Beijos

      Excluir
  5. Ser mãe é ótimo. Meu filho é meu tesouro. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Vou passar isso pra minha prima, de 26 anos que é louca pra ter filhos mas, não consegue! Acho q tudo tem q ter uma preparação psicológica e física pq depois disso, tudo muda... mesmo que chegue a felicidade de uma nova vida.. a vida da mulher muda bastante principalmente, ao meu ver, a relação com o esposo. A mulher q esqueça cinema como vc disse, festinhas a dois.. tudo isso tem que ser inserido +1 ou seja, tem q ser procurada uma programação bem mais leve! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Berta
      Quando nós aceitamos o que nos é dado, as coisas acontecem e evoluem.
      A sua prima deve manter a calma e acreditar em Deus.
      Beijos

      Excluir
  7. Concordo com você!
    É super trabalhoso , mas é muito, não me vejo sem eles, você vai ver quando o seu nome será: é a mãe do Gui, a mãe da Paloma, seu nome será mãe de seu filho..kkkkkk, mas você acaba curtindo!!
    Bjosssss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na porta da escolinha já virei kkkkkkkkk
      Eu adoroooo <3
      Beijossss

      Excluir
  8. Olha, eu confesso que me vejo perguntando isso sempre, porque eu e meu marido tempos uma vida social bem agitada.
    Mas a maternidade é um dos meus sonhos, quero constituir uma família COMPLETA, sabe? E isso só com filhos. Pois já temos uma gatinha e uma cachorrinha, rs...
    Sou capricorniana, não me iludo, sou bastante realista e por isso não me engano que deve ser tudo mil maravilhas. Mas tenho certeza de que tem um lado mágico nisso tudo e um amor maior do mundo, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nat, disse tudo. Nada é mar de rosas. E nem deveria ser. Precisamos aprender, evoluir, crescer sempre. Com os filhos não é diferente. Amadurecemos uns 10 anos.
      Beijos

      Excluir
  9. Sonho em ser mãe.. soube que essa seria minha vocação aos 7 anos.
    Juro, eu já dizia: mãe, eu ter um monte de filhos. rs
    Mas hoje, consciente, digo que quero dois, pois deve ser ruim demais ser filho único. rs
    Tenho 4 irmãos e ainda sim me sinto sozinha as vezes. rs
    Enfim... ser mãe é uma escolha, pra vida toda, e não uma etapa.
    Ser mãe é meu sonho, e eu largaria tudo pra ter uns pimpolhos correndo pela casa e fazendo comigo todas as artes que eu fiz com a minha mãe. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda! Tenho certeza de que sua vontade se realizará e terás uma família linda e unida. :D
      Beijosss

      Excluir
    2. améem, améeem e ameéeemmm <3

      Excluir
  10. Acho que só sendo pra saber exatamente como é!!!Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Em breve, retornaremos! :-)

Siga no Google +

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano