segunda-feira, junho 24, 2013


Afinidade

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. É o mais independente.

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi interrompido.

Afinidade é não haver tempo mediando a vida. É uma vitória do adivinhado sobre o real. Do subjetivo para o objetivo. Do permanente sobre o passageiro. Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro. Mas quando existe não precisa de códigos verbais para se manifestar. Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas. O que você tem dificuldade de expressar a um não afim, sai simples e claro diante de alguém com quem você tem afinidade.

Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem ou mobilizam. É ficar conversando sem trocar palavras. É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo. Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado. Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios.

Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo. É olhar e perceber. É mais calar do que falar, ou, quando é falar, jamais explicar: apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por. Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo. Mas quem sente com, avalia sem se contaminar. Compreende sem ocupar o lugar do outro. Aceita para poder questionar. Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças. É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades exercidas quanto das impossibilidade vividas.

Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação. Porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida, para que a maturação comum pudesse se dar. E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais a expressão do outro sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.

32 comentários:

  1. AFINIDADE!Tudo que precisamos em uma relação marido e mulher, com uma amiga e também com parentes. Somente com ela vamos compreendendo o valor da paciência.
    Lindo post.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Afinada, ou tem ou não tem. Vale no amor e na amizade. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Lu. Não existe meio caminho, meia promessa. Ou é ou não é! Beijos

      Excluir
    2. Afinada não né...hehehehe! Afinidade. Bjs

      Excluir
  3. Adorei as combinações, tu só busca os textos tops amiga!

    ResponderExcluir
  4. Acho que afinidade eh a base para uma boa relacao tanto entre casais quanto entre amigos!!!!! s2
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Dani. Vale para todos os relacionamentos.
      Beijos

      Excluir
  5. É tudo o que precisamos pra um relacionamento sadio, seja amoroso ou amigavel!
    bjoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Laurinha! Que bom que tem comentado por aqui. Sua presença é indispensável!
      Beijos

      Excluir
  6. Afinidade é o que eu tenho com essa mulher que
    eu carinhosamente chamo de : mãezona ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha filha linda anda sumida. Quero saber por onde andassss
      Beijossss

      Excluir
    2. Euu ???????????????????

      eu ando pelo mundo, divertindo gente, chorando ao telefone (8)

      saudades mãaaaaaaaaaaaaaeee

      Excluir
    3. Me largou de vez, isso sim :-(

      Excluir
  7. Um texto mais lindo que o outro Edi

    ResponderExcluir
  8. Para a gente ter uma boa relaçãoa de amizade, companheirismo tem que ter afinidades, senão fica impossível.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  9. Afinidade....tão fácil ter com uns e tão difícil ter com outros!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo, Adri. Ou tem ou não tem e pronto! Não tem que falsificar uma rs
      Beijossss

      Excluir
    2. Com certeza, eu quando gosto , gosto , mais quando não gosto, não faço o mínimo esforço pra gostar!!

      Excluir
  10. Amei Edi, impressionante esse texto

    Li varias vezes, adoro ficar pensando e analisando textos e me enquadrar nas situações cotidiadas.

    Afinidade é isso mesmo, perfeito o texto

    Um beijo no coração e ótima noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda, adoro os seus comentários, Thati!
      Beijossss

      Excluir
  11. Nãooo te larguei nadaa mãaaaaaaaaaae...
    é que eu tinha que cuidar de mim. hahahah

    agoooraa que tudo tá melhor,
    venho espalhar minha alegria aaqui, rs

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito do texto, bom demais!!!
    Afinidade numa relação é muito bom!!!
    Bjs

    ResponderExcluir

Em breve responderei o seu comentário! Obrigada :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano