segunda-feira, setembro 02, 2013


Mãe de primeira viagem - Insegurança

Acho que não há sensação pior no mundo, do que ter que sair e deixar o bebê em casa. Mesmo que seja com a avó, essa separação acaba com a tranquilidade de qualquer mãe. Principalmente, quando amamentamos e criamos um vínculo ainda mais forte com o pequeno. Eu me lembro de quando tive que viajar e passar a primeira noite longe do meu filho, como sofri e como as horas custavam a passar. Já na saída de casa, estava inquieta, irritada e preocupada. Acho que nessas horas as frases do tipo "pode ficar calma, que ele está super bem", "relaxa e aproveita" e "desliga um pouco do seu filho", são palavras desperdiçadas e totalmente sem nexo na realidade de uma mãe coruja. Não adianta, porque a gente não consegue tirar a idéia fixa de que pode acontecer alguma coisa, que ele pode sentir-se inseguro, triste, rejeitado, que pode adoecer, passar fome, ou coisas do tipo. É tanta preocupação numa cabeça só, que dá pra deixar qualquer uma louca. A cabeça da gente fica viajando nas loucuras e enquanto isso, o bebê está lá tranquilo, dormindo feito anjo, com a barriguinha cheia, sendo mimado e recebendo amor, seja do pai, dos avós ou de alguém próximo a ele. Estou mentindo? Agora, se ele tiver de ficar com outra pessoa que não seja da família, a situação muda e aí realmente, a situação exige certa preocupação e cuidados. Hoje em dia vemos cada coisa por aí que todo cuidado é pouco, quando pensamos em contratar uma babá ou enfermeira para cuidar dos nossos. Mas de forma geral, o simples fato de pensar em ficar longe deles, já nos gera um sofrimento que palavra nenhuma vai aliviar. E se de fato ficarmos longe, nada vai nos acalmar até o nosso regresso e com o bebê no colo, sentindo a sua respiração junto a nossa, em plena segurança do lar. E o que para muitos é tratado como exagero, para nós chama-se elo materno e esse laço, ah, esse laço ninguém corta!

Beijos


30 comentários:

  1. Realmente é muito dificil ficarmos longe dos nossos filhos. Principalmente quando deixamos com alguém para cuidar deles que nãi seja da família como vc falou! É ter muito cuidado e pesquisar bastante quem pode cuidar dos nossos filhos e entrar na nossa casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabel, hoje em dia o mundo é tão cruel e frio que eu não consigo confiar mais em ninguém. Dá pânico, só de pensar!!!
      Beijos

      Excluir
  2. É assim msm q funciona a cabeça da gente, tem pessoas q acha vc neurótica ou então está mimando demais.Passei a soltar mais agora depois de adolescente, mas msm assim monitorando, tem q ligar quando chega,saber se se alimentou e msm assim com pessoas de confiança,sei q não poder evitar o inevitável, mas a sensação de que temos é que se estivermos perto nada de ruim pode acontecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mi
      Os outros pensam e falam demais, concorda?
      Ninguém sabe o que passamos e o motivo pelo qual passamos mas adoram falar!
      Eu aprendi a me desligar e a focar a minha energia em mim e nos meus. É difícil, mas estou me saindo bem!!!
      Deus é que sabe do que somos capazes ou não. E só ele pode julgar. Os outros, são os outros.
      Você está certíssima, tem que controlar. Afinal, é o seu sangue!
      Beijos

      Excluir
    2. E como falam...mas o meu papel estou fazendo,pq hoje já consigo visualizar o fruto do meu amor de mãe, amiga,conselheira;a gente se priva de várias coisas em prol de um filho e nada mais satisfatório em ver que nós ajudamos a formar o caráter e não delegarmos a terceiros.Não entendo o que passa na cabeça de mulheres que se desfazem deseus filhos como se fosse uma roupa que não lhe serve mais.Tenho um primo que engravidou uma menina e disse pra ele que se ele não quisesse o bebê, ela ia dar pra adoção, e ele cuida da filha desde então, um super paizão mesmo...

      Excluir
    3. Mi, é bem por aí. Essas aí não tem o sentimento e não são dignas da maternidade. Acho que Deus as usa como seu instrumento para trazer um anjo e lhes dá segunda chance, mas nem pra isso servem, não enxergam nada além de si próprias. Lamentável.
      Ainda bem que nós, temos coração e muito amor <3
      Parabéns para o seu primo mãe/pai! Deus os abençoe!
      Beijos

      Excluir
  3. Concordo plenamente!
    Ate hj nao cortei esse laco com meus filhos, nao consigo deixar com ninguem! A nao ser q seja emergencia!
    Nao imagino meus filhos aos cuidados de outra pessoa, ainda mais pessoa de fora, q nao seja da familia!
    Eh mais forte que eu sabe....rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, é o nosso instinto agindo e defendendo os nossos. Estamos certíssimas. Deus sabe o que faz!
      Beijos

      Excluir
    2. Pois eh, espero conseguir cuidar dos meus babys ate que fiquem grandes!!!!!!!
      E acho que esse laco entre mae e filho nao quebra nunca, quero que meus filhos sejam meus melhores amigos e vice versa!

      Excluir
    3. Nunca, amiga! É um laço eterno e puro!!!!
      Beijos

      Excluir
  4. Edi, concordo com você. É tão bom ficarmos juntos, mamãe e bebê, que a separação por menor que seja é um sacrifício muito grande.
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como é, Verinha. Eu sinto falta e não paro de pensar nele. É um elo muito forte e se Deus quis assim, há um motivo e temos que cumprir o nosso papel.
      Beijoooos

      Excluir
  5. Essa laço materno é uma coisa inexplicavelmente linda!

    Isso não é só com mãe de primeira viagem e nem só com filhos pequenos. Falo isso porque minha mãe é um exemplo, rsrs. Eu moro longe de casa já faz mais de 5 anos e até hoje minha mãe não passa um dia sem conversar comigo, me ligar e perguntar como estou, se comi direito.

    :D

    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carol
      Que orgulho da sua mãe!!! Ela está certíssima! Eu creio que serei assim também kkkkk
      Mãe é mãe e o sentimento é único no mundoooo!
      Beijos

      Excluir
    2. Está sim... Tem que cuidar de mim que tô tão longe rsrs

      :D

      Excluir
    3. Que fofa!!!!
      Manda beijo pra mamãe <3
      Beijos

      Excluir
  6. Que lindo texto Edi, concordo plenamente, acho que vou ser uma mãe muito preocupada, graças a Deus tenho minha irmã junto comigo pra cuidar do meu futuro baby!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavinha, você será uma excelente mãe, tenho certeza. O dom nasce com a gestação, sabe? Ele brota automaticamente dentro de nós e só aumenta!
      Beijos

      Excluir
  7. Eu por enquanto não precisei deixar ela com ninguém,mas sei que esse dia pode chegar! Me da falta de ar só de pensar,só quem é mãe sabe o quanto isso é ruim e preocupante!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai menina, pode ir se preparando porque é muito triste. É o piooor sentimento, viu? Mas precisamos amadurecer esse lado. Eles não vão crescer colados na gente 24 horas... buaaaaa :-(

      Excluir
  8. Sempre digo - tudo é mais difícil para mãe do q para a criança :)

    ResponderExcluir
  9. Antes pecar por ser louca, neurótica, exagerada, super protetora e afins. Do q pecar por ser relaxada, omissa, irresponsável...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Antes tentar e fracassar do que pecar por omissão!
      Beijosssss

      Excluir
  10. Depois ñ adianta chorar...É o q dizem

    ResponderExcluir
  11. Por outro lado, é super importante ter alguém de confiança q possa ficar com nossas crias :)
    É importante deixar a cria seguir...laço, sim. Mas o cordão umbilical tem q ser cortado :)
    Como disse o padre qndo casei - "estão preparados para ter os filhos q Deus enviar. Mesmo sabendo q eles ñ serão seus?!"
    Tem q criar o filho para o mundo :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos cria-los para o mundo, dando amor e muito carinho, para assim serem com todos e receberem também! Nós recebemos do mundo, aquilo que lhe damos.
      Beijos

      Excluir

Em breve responderei o seu comentário! Obrigada :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano