sexta-feira, abril 25, 2014


Incentivando para viver

Se nós que já tivemos a oportunidade de aprender muito, não somos perfeitos e de vez em quando precisamos de um empurrãozinho emocional básico para superar e seguir em frente, imagine eles, que estão começando a vida agora, aprendendo a lidar com diversas situações, emoções, sentimentos, aprendizados e adversidades que surgem ao longo do seu desenvolvimento e crescimento. Eles precisam MUITO do apoio da família, de um elogio, de uma palavra doce, meiga, de agradecimento, de incentivo e de amor! Os filhos são o reflexo dos pais e se orientam através das nossas atitudes e pensamentos. Por isso, não podemos simplesmente traze-los para o mundo e achar que já cumprimos o nosso papel. Muito pelo contrário! A responsabilidade começa exatamente com a gravidez da mulher e com o nascimento do seu fruto, que estará presente na sua vida, por um longo e marcante período. Tudo o que fizermos para ele, no fundo estaremos fazendo por nós mesmos. Para ter orgulho da nossa criação e por tudo que lutamos e vivemos por eles. Nada é em vão. O nosso esforço será recompensado com pessoas integras, de caráter e de responsabilidade que um dia farão algo não somente por nós, mas pelo nosso país e para as próximas gerações. Por isso, ame o seu filho, o incentive, o eduque, o faça entender que nada cai do céu e que também não somos feitos de ferro e de vez em quando precisamos de um colo, mais que normal, para se restabelecer e seguir em frente. Acredite no seu fruto e invista nele com todo o seu amor! 

Uma linda sexta-feira para todos nós! Paz e Bem!

Com carinho,

Edi Fortes


4 comentários:

  1. Muito bonito, belas e verdadeiras palavras. Não basta somente colocar no mundo, pais são aqueles que criam , repreendem quando estão errados, elogiam quando certos, parabenizam, ensinam e acima de tudo amam, e amar não significa ''passar a mão na cabeça'' e sim ensinar o que é certo e errado e tbem os ''por ques'' de estarem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Kelen
      Obrigada pelo comentário, tão bonito e verdadeiro. Faço das suas as minhas palavras. Eu acredito no amor e na educação, e não concordo em mimar os filhos e deixa-los estragados para o mundo. O nosso papel é preparar e moderar, incansavelmente.
      Beijos

      Excluir

Obrigada por comentar! Em breve, retornaremos! :-)

Siga no Google +

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano