terça-feira, agosto 12, 2014


Simbióticos na prisão de ventre: um cuidado que faz a diferença!

Uma das queixas mais comuns durante a gravidez é a prisão de ventre, também conhecida como constipação. Essa alteração acontece devido às mudanças hormonais e físicas no corpo da mulher nesse período e pode causar um grande desconforto para a mãe pelos sintomas associados (dor e desconforto abdominais, flatulência, inchaço, entre outros) e pela possível piora dos mesmos com o avançar da gravidez. Esses sintomas acabam prejudicando a qualidade de vida e o bom funcionamento do organismo da mãe.

Diversos fatores contribuem para a lentidão do intestino durante esse período, alguns deles são:
  • Aumento dos níveis de progesterona e estrogênio, que provocam o relaxamento da musculatura intestinal;
  • Diminuição da frequência de atividade física, diminuindo os movimentos intestinais;
  • Crescimento do útero, que pressiona todo o sistema digestório, diminuindo a possibilidade de movimentação; 
  • Desequilíbrio entre bactérias boas e ruins do intestino.
Simbióticos na prisão de ventre: um cuidado que faz a diferença!

Mas o que é possível fazer para minimizar o desconforto da constipação?

É nessa hora que os simbióticos podem fazer a diferença! O Lactofos® é um SIMBIÓTICO da Invictus Farmanutrição, resultado da combinação de PROBIÓTICOS e PREBIÓTICOS em quantidades adequadas para exercer efeito na manutenção da saúde intestinal, contribuindo para o equilíbrio desse ambiente e, consequentemente, para a melhora da prisão de ventre. 

Mas afinal, o que são PROBIÓTICOS, PREBIÓTICOS e SIMBIÓTICOS?

Os PROBIÓTICOS, também conhecidos como bactérias do bem, são micro-organismos vivos que quando consumidos em quantidades adequadas oferecem benefícios à saúde do ser humano. 

Já os PREBIÓTICOS são fibras alimentares que, quando consumidas, não são digeridas nem absorvidas pelo sistema digestório, chegando intactas no intestino. Lá, servem de alimento para as bactérias do bem. Com grande quantidade de alimento, as bactérias do bem se multiplicam intensamente e deixam menos espaço para as bactérias ruins se multiplicarem no intestino, promovendo o equilíbrio nesse ambiente.

Os SIMBIÓTICOS são a junção dos PROBIÓTICOS (bactérias do bem) e dos PREBIÓTICOS (um tipo especial de fibra solúvel). 

A ANVISA recomenda que os produtos que contém bactérias (PROBIÓTICOS e SIMBIÓTICOS) devam conter, no mínimo, entre 100 milhões e 1 bilhão de bactérias para garantir os benefícios ao nosso organismo. 

É de grande importância o consumo de diferentes cepas (ou tipos) de bactérias para que estas exerçam um efeito sinérgico no organismo, uma vez que cada tipo e subtipo de bactéria atua de uma maneira no organismo. Alguns lactobacilos e bifidobactérias, tipos mais comuns de bactérias do bem, podem ajudar no reforço das defesas do organismo, aumentando a proteção contra bactérias e outros microorganismos causadores de doenças. Também podem auxiliar no processo de digestão e absorção de nutrientes e na produção de vitaminas, como as vitaminas K e do complexo B. Por fazerem parte do intestino naturalmente, a ingestão de bactérias do bem é segura em todas as fases da vida na manutenção e restauração do equilíbrio da flora intestinal. 

Lactofos® é um produto simbiótico resultado da combinação de 4 espécies de bactérias do bem, são elas: Lactobacillus paracasei SD 5675 HN001 , Lactobacillus rhamnosus SD 5221 NCFM, Lactobacillus acidophilus SD 5275 LPC-37 e Bifidobacterium lactis SD 5674 HN019, todas na concentração de 109 UFC (1 bilhão), portanto, totalizando 4 bilhões de bactérias em um único sachê, além de 5,5g de fibra prebiótica, o fruto-oligossacarídeo (FOS). 

O consumo de simbióticos associado a uma alimentação equilibrada e à prática de atividade física pode favorecer não somente a função intestinal (já que, em conjunto, as fibras prebióticas e bactérias do bem promovem o equilíbrio da flora intestinal, minimizando os sintomas da prisão de ventre), mas também o bem-estar da gestante e o bom desenvolvimento do recém-nascido, que sofre influencia dos hábitos maternos desde a vida intrauterina.

Simbióticos na prisão de ventre: um cuidado que faz a diferença!

Uma dica para a mamãe que quer driblar a prisão de ventre é iniciar o consumo diário de 1 a 2 sachês de Lactofos® por dia o quanto antes, ou seja, desde o primeiro trimestre da gravidez. Converse com o seu médico ou nutricionista a respeito, e descubra os benefícios que o uso de simbióticos pode proporcionar para o seu organismo e para o do seu bebê. 

O que Lactofos proporcionou para mim durante o período gestacional.

Mesmo antes da gravidez, já sofria de SII (Sindrome do Intestino Irritável) e havia perdido as contas de quantos remédios tinha tomado para o tratamento desta doença que me fez sofrer por anos e anos. Passei por vários especialistas (proctologista, gastroenterologista, clínico geral), e infelizmente todos os tratamentos sugeridos por estes profissionais não deram certo para o meu organismo. Tanto que cheguei ao ponto de parar com todos os remédios e mudar radicalmente a minha alimentação, cortando glúten, leite, grãos, soja e tudo mais que pudesse estar prejudicando o tratamento e o bom funcionamento do intestino. E depois de muitas tentativas sem sucesso, acabei voltando para o médico, que tornou a me pedir exames, manipular fórmulas e sugerir outros tratamentos alternativos. E foi exatamente nessa fase, quando já estava cansada de ser cobaia de remédios, fórmulas, dietas e exames, que acabei descobrindo que estava grávida da Emmie, notícia esta que me deixou ainda mais aflita, pois tinha completa ciência de que no período gestacional o meu intestino ficaria ainda mais travado e com possibilidade de crise de dores piores do que já sofria no momento. E diante dessa situação e do meu desespero por não saber mais o que fazer e a quem recorrer, pedi socorro para minha obstretra, a qual prontamente sugeriu o uso de Lactofos®, afirmando que ele me ajudaria muito. E com a receita em mãos, lá fui eu, comprar a indicação da médica sem muita esperança e já desacreditada diante de tudo que tinha passado, mas sem a possibilidade de poder escolher outra forma de tratamento e precisando acreditar que algo me ajudaria para não pensar no pior. E foi assim que tive o primeiro contato com Lactofos®, o qual intitulei de sachezinho mágico, justamente por ter me libertado da dor, da preocupação e por ter conseguido de um dia para outro fazer algo que em anos de tratamento nenhum outro produto conseguiu. Resultado este que permanece até hoje, mesmo estando amamentando e passando por alterações hormonais.

E sabem qual é a sensação de livrar-se de um incomodo assim? A sensação é de completa liberdade e alívio, por ter conseguido tirar um peso das costas de forma tão simples e que me colocou a pensar em quantas pessoas estariam passando pelo mesmo que eu, sem a correta orientação, gastando horrores com tratamento, exames, médicos e que por falta de orientação destes, já poderia ter se livrado de várias doenças que acometem o intestino por não estar funcionando corretamente. Por isso, hoje deixo aqui o meu depoimento e a minha sugestão para quem estiver sofrendo com problemas intestinais, sugerindo que procure o médico de sua confiança e cite o meu caso, referindo-se ao meu tratamento de sucesso com Lactofos® e pedindo a confirmação e o respaldo clínico, para que consigam se libertar do sofrimento e ter uma vida normal, de forma saudável e sem intoxicar o organismo com tantas drogas e químicas sugeridas por falta de informação ou até mesmo resistência em aderir a um tratamento simples e descomplicado. 

Para saber mais visitem o site: www.bacteriasdobeminvictus.com.br


Enfim, espero que gostem da dica e compartilhem! 



Beijos



8 comentários:

  1. Otima dica!!!!
    Mamaes consultem seus medicos antes de usar...
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, esse não é remédio, amiga. Pode usar sem medo de ser feliz! Lactofos foi a minha salvação, graças a Deus e a minha gineco querida <3
      Beijooooos

      Excluir
  2. Não conhecia.... amei a dica...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li, esse serve para a família toda, sem risco. Olha, dá pra colocar até na bebida, se não for quente. Ele ajuda muitoooo, amiga.
      Beijoooos

      Excluir
  3. Nossa Edi, eu tenho o intestino mega preso, imagina se eu ficar grávida?

    ResponderExcluir
  4. Estou amamentando posso usar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Normalmente não há restrição, mas consulte seu médico antes!
      Beijos

      Excluir

Em breve responderei o seu comentário! Obrigada :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano