terça-feira, setembro 30, 2014


Dicas para Mamães de primeira viagem

Como tenho recebido muitos pedidos de ajuda relacionados aos cuidados com o bebê nos primeiros dias de vida, relacionei alguns fatos que ajudarão a esclarecer dúvidas e tranquilizar principalmente as mamães de primeira viagem. São eles:

- Escolha do pediatra - Para escolher o pediatra, o primordial é a empatia, o entrosamento e a facilidade de encontrar este profissional em qualquer momento do dia, sem frescuras e limitações. Se ele não fornecer celular ou nunca atende-lo, pode procurar outro, porque a saúde do bebê não pode esperar!

- Vitaminas - Por aqui, Emmie faz uso de dois polivitamínicos, sendo estes prescritos pelo seu pediatra e que lhe acompanharão em todo o seu desenvolvimento e crescimento. Se o seu pediatra não prescreveu, oriento muito que questionem o motivo!

- Vitaminas para mamães - Igualmente a Emmie, eu faço uso de duas vitaminas para o enriquecimento do leite materno e para a restruturação e fortalecimento do meu organismo. Estas foram prescritas pela obstetra com o respaldo do pediatra. Elas são indispensáveis no pós-parto, tanto para a mulher, como para o bebê!

- Assaduras nas dobrinhas - Outra coisa que incomoda e muito, são as assaduras nas dobrinhas do bebê. Eu sofri demais com a Emmie, até o pediatra me orientar a passar um fina camada de Maizena, com todo o cuidado do mundo e evitando a inalação, para deixar essas regiões de pouca respiração, sequinhas e sem risco de sofrimento para o bebê. Por aqui a aplicação foi um sucesso e deu aquele alívio para Emmie.

- Limpeza do bumbum - Em casa limpo apenas com algodão umedecido em água morna. Lenços umedecidos e soluções prontas, eu deixo para usar quando estiver fora de casa.

- Nariz obstruído - Por recomendação pediátrica, tenho feito uso de uma solução nasal sempre que sinto o nariz da pequena obstruído e a fazendo ficar irritada. Lavo as narinas e logo em seguida já percebo a melhora na respiração e consequentemente no seu humor.

- Corte das unhas - Eu tenho tentado cortar as unhas da Emmie enquanto dorme e quando não consigo peço ajuda para o marido, para distrai-la e segura-la, enquanto eu corto as unhas com segurança e confiança.

- Excesso de calor - Quando a temperatura está muito elevada, ocasionando o enjôo e incomodo do bebê, um simples banho pode ajudar a acalmar. Ressaltando para o detalhe de que como ele já tomou um banho com sabonete e shampoo, o segundo deverá ser dado apenas com água e se necessário, utilizando do sabonete apenas no bumbum se houver resíduos de cocô. Esse procedimento evita o ressecamento e irritação da pele sensível e delicada do bebê.

- Banho no frio - nos dias de frio, enrolo a Emmie num cueiro e a levo desta forma para dentro da banheira. Só vou abrindo o cueiro de acordo com a região que preciso lavar. Exemplo: Se estiver lavando as perninhas, mantenho o peitinho coberto e protegido do frio e correntes de ar. Por mais que fechemos todo o ambiente, sempre fica um ar frio que pode ocasionar a queda de temperatura e desconforto do bebê. Isso facilita demais o banho do bebê, pois o mantém calmo e quentinho.

- Refluxo - Muitos bebês tem refluxo e os pais de primeira viagem não conseguem identificar justamente por ainda não ter passado por essa experiência. Sintomas - O bebê tem retorno significativo de leite, fica choroso após ou entre as mamadas, joga o seu corpinho o tempo todo pra trás, fica irritado quando deitado e quando arrota chora e fica vermelho. Não tem sono tranquilo e fica inquieto, sem conseguir achar uma posição no colo da mãe, no carrinho ou no berço. Se perceber alguns desses sintomas, comunique o pediatra e verifique com ele o protocolo de elevação da cabeceira do berço e demais condutas para o alívio e conforto do bebê.

- Cólica - Algumas pessoas me questionam quanto ao uso de remédios para combate-las. Gente, cólica é normal e ocorre devido ao amadurecimento do sistema digestivo e intestino do bebê! Como na barriga da mãe o seu organismo não trabalhava sozinho para fazer digestão e eliminação das fezes, ele vai acumulando gás e no final do dia, começa a ficar se contorcendo para eliminar, fato este que gera cólicas e desconforto para os pequenos. Sinceramente eu não faço uso de remédios para esses sintomas e tenho muita calma nos momentos que eles ocorrem. Uma mãe desesperada em nada pode ajudar o seu bebê mas pelo contrário, o faz ficar ainda mais tenso e sentindo ainda mais dores. Por isso o remédio recomendado aqui é muita calma e muitas doses de carinho e amor.

- Alimentação da mãe durante a amamentação - para diminuir a formação de gases e/ou alergias e insônia na Emmie, eu tenho evitado leite de vaca, amendoim, chocolate, nozes e outras oleaginosas e cafeína. Em relação às bebidas, só tomo suco natural, água e café descafeinado. Evito ao máximo produtos industrializados e doces.

- Preparando o bebê para dormir - Por aqui, Emmie dorme no mínimo com body de manga comprida, calça e meia, senão com macacão e meia. Por mais que o tempo esteja quente durante o dia, é na madrugada que a temperatura cai e com ela a temperatura do bebê. Eu não arrisco não!

- Farmácia do bebê - É indispensável ter em mãos, alguns medicamentos para ocasiões inesperadas. Esses serão prescritos pelo pediatra e respeitados pela mãe.

- Ambiente do quarto do bebê - Com o clima quente e o ar extremamente seco, por aqui optamos pelo umidificador de ar, sendo que ele não permanece o tempo todo ligado para evitar que ocasione cheiro de mofo nos armários e possa ocasionar um quadro alérgico na Emmie. Eu uso por 15 minutos, desligo e horas depois, repito a operação. Outra opção bacana para quem não tem umidificador ou não pode usar no quarto por não ter ventilação adequada e/ou armários antigos, é o uso da tolha úmida no ambiente. Basta umedecer uma toalha e deixa-la no quarto, facilitando assim a respiração do bebê e proporcionando alívio e conforto durante a noite e momentos de descanso.

- Limpeza do quarto - A limpeza do quarto do bebê deve ser feita exclusivamente com álcool e água. O pano de chão deve ser novo e separado dos demais utilizados na casa, para literalmente não arrastar bactérias para o quarto do bebê. As cortinas devem ser lavadas periodicamente (isso varia de acordo com a sua região pela poeira, poluição, etc), e não deve ser utilizado nada que deixe cheiro forte no tecido. Por aqui utilizamos sabão de coco tanto para as roupinhas como para as cortinas, e o bactericida Lisoform para esterilizar a máquina antes das lavagens das roupinhas e para lavar as cortinas e pano de chão.

Lembrando ainda que, HIGIENE DAS MÃOS, sempreeeee, viu gente? É nas mãos que transportamos as bactérias e consequentemente doenças imagináveis e inimagináveis para o organismo desprotegido do bebê! Eu peco pelo excesso mas jamais pela falta! Se a visita não quiser lavar as mãos, não pode tocar no bebê. Sem falar que ela não pode tocar nas mãozinhas da criança, justamente pelo fato de leva-las a boca com frequência e literalmente engolir tudo que ali estiver! Por aqui uso sabonete anti-séptico e depois o álcool  70% para assepsia correta das mãos.

Enfim, conforme eu for lembrando de detalhes ou for recebendo perguntas, vou adicionando mais conteúdo por aqui. 

Mais alguma dúvida e/ou sugestões?


Beijosssss


5 comentários:

  1. Edi amei as dicas!!!!!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee! Fico feliz, Dani!!!!
      <3
      Beijoooos

      Excluir
  2. Quanta dica boa demais.... tem de tudo um pouco, as mamães de primeira viagem com certeza vão adorar.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, amiga!
      Beijooooos

      Excluir
  3. Fico feliz que tenha gostado, amiga!
    Beijooooos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Em breve, retornaremos! :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano