terça-feira, dezembro 16, 2014


Rotina de mãe é o inesperado!

Quando alguém me sugere criar uma rotina para seguir e organizar os horários de trabalho, cuidados com a casa, marido, filhos, cachorro, eu tenho vontade de dar um tiro nessa pessoa. E quem é mãe bem vai entender a minha situação. 

Existe rotina para imprevistos, filho chorando com fome, filho querendo atenção, filho com reação de vacina, com dor de barriga e com sono? 

Existe rotina para a mãe que precisa se virar sozinha, lavar, cozinhar, passar, cuidar dos filhos, fazer xixi quando não aguenta mais segurar e para quem não sabe mais o que é dormir desde que os filhos nasceram? 

Se alguém me falar que consegue cumprir diariamente a mesma rotina eu vou dizer que já não é um ser humano no corpo e sim um robô manipulado por controle remoto. 

E mais, confesso para vocês que ultimamente eu ando morta, mortinha, perambulando de um lado para o outro dentro de casa, fazendo tudo que posso e o que não posso e que por muitas vezes tenho achado que vou pifar, falhar ou literalmente cair dura no chão. 

Se com um filho já era complicado, com dois, trabalhando dentro de casa, é pra cair todos os fios de cabelo mesmo. E há quem diga que trabalhar em casa é moleza, é tranquilo, dá pra se programar e curtir a família. Eu digo para vocês que não é nada disso, principalmente quando não se tem uma empregada ou babá e você tem que se virar com tudo sozinha, desde o café da manhã, banho nas crianças, limpeza da casa, almoço, lavar roupas e ainda ter forças pra sentar na cadeira e criar conteúdo, testar produtos, fotografar, responder comentários, e-mails, convites..... não é mole não. Eu digo que gostaria muito mais de ter um escritório fora de casa, pois a partir do momento que saísse de casa assumiria inteiramente o meu trabalho e pisando em casa, assumiria e curtiria os meus filhos, a minha família. Mas como a minha realidade é outra, prefiro aceita-la e trabalhar dentro do possível, da forma que posso, que aguento e que me convém. E essa aceitação também não chegou de mão beijada, não. Isso porque depois de muito chorar por não conseguir dar conta de tudo, se achar totalmente impotente e irresponsável por não conseguir alimentar o blog como gostaria e como vocês merecem, eu vi que se continuasse me torturando e martirizando acabaria adoecendo e complicando tudo de vez. Foi aí que resolvi entregar tudo nas mãos do Criador e desde então tenho enfrentado dia após dia, da forma que posso e aguento, e se antes eu ficava horas sentada na cadeira tentando criar um texto, sem conseguir raciocinar, hoje tento poupar a minha energia e soma-la com a do dia seguinte, para sentar no momento certo e funcionar da forma que tem que ser, com gás, com ânimo e muito amor. 

Então, deixo esse meu pequeno relato como exemplo para você mamãe que precisa dar conta de casa, do cachorro, do marido, do filho e que ainda trabalha fora e não sabe como lidar com os comentários alheios, com o cansaço e com o estresse. 
Posso afirmar para quem passa por isso que se a situação estiver no vermelho, com muitas cobranças, desgastes e sistema nervoso abalado, o melhor a se fazer é parar tudo, se trancar em qualquer ambiente da casa sozinha e verdadeiramente refletir se tudo que está fazendo é certo ou se por acaso não está forçando uma situação tentando ser a super mulher, a mãe polvo e em função disso além de somatizar forças positivas, tornou-se um verdadeiro turbilhão de energias negativas, advindas do cansaço, do esgotamento, do pensamento que não vai conseguir, não vai sobreviver ou que vai falhar. Sem falar que pode estar achando que não tem dado a devida atenção para o filho e/ou para o marido e que está em dívida com eles. Por favor, você não está! Ninguém que ama, que cuida, que se dedica e se entrega, está deixando de fazer o certo, está devendo amor, carinho, atenção. O que pode estar acontecendo é a somatização de tantas tarefas, sentimentos e pensamentos, que provavelmente o que se precisa neste momento é de um momento de paz, de reflexão, de descanso e de privacidade. 

Digo por experiência própria que a mulher precisa de um momento a sós. E como não temos esse "luxo", temos que aproveitar aquilo que temos e por aqui, aproveito os meus momentos no banheiro, na hora do banho, do xixi, acreditem! No momento que fecho a porta do banheiro, respiro fundo, faço uma oração, me desligo do resto do mundo e peço a Deus que me dê forças, sabedoria e muita paciência para continuar enfrentando o dia, as tarefas, os desafios e proporcionando aquilo que eu puder aos meus filhos e marido. E tenho certeza de que se Deus nos criou assim e nos colocou nesta situação é porque ele sabe o que está fazendo e tem certeza de que daremos conta, sobreviveremos, e que no final, todo mundo sairá bem. Aposto que se ele quisesse que ficássemos por conta dos filhos 24 horas só babando neles, nos proporcionaria ferramentas adequadas para fazer isto, mas creio que ele quer muito mais de nós. Ele quer que saibamos lidar com todas as situações, que diante das dificuldades e obstáculos, consigamos enxergar o melhor de nós, o melhor dos nossos e consequentemente aprendamos a dar mais valor para os momentos da vida, aqueles que gostamos de nos recordar e comentar posteriormente, como uma arte que o filho tenha feito e que embora tenhamos demonstrado desacordo na sua frente, pelas costas ficamos imaginando como uma criança tenha tido tanta criatividade, levadice ou ingenuidade para aprontar tal coisa. 

Pois bem, que nós, mamães, tenhamos ainda mais força para enfrentar a batalha da vida, da realidade, do dia a dia e que tenhamos ainda mais paciência e saco para aguentar os pitacos alheios, as imposições de pessoas que tenham envolvimento com nossos filhos e de quem mais tivermos que conviver e enfrentar neste plano espiritual. Falar realmente é a coisa mais simples de se fazer por aqui, mas viver, ser mãe, ser mulher, ser de carne e osso e sobreviver a tantas adversidades, ah meu bem, essa função é para poucas pessoas e no meu ponto de vista é uma dádiva, uma elevação espiritual, um sinal de que Deus sabe que vamos dar conta de tudo, de que vamos superar, ir além, evoluir e somatizar junto a nossa família, o nosso ninho, o nosso lar. 

Por isso, bora enfrentar tudo e todos, com força, com vontade, com garra, com espírito elevado e confiante. E se por ora a peteca cair, pode chorar até soluçar porque faz bem, limpa a alma, é extremamente normal e esperado. O que não pode acontecer é cair no papo dos outros, é desistir, é jogar tudo pro alto ou achar que é a pior mãe do mundo porque chegou em casa cansada, porque não teve paciência pra brincar com o filho quando ele chamou ou porque não tinha mais força pra assistir um filme com o marido. 
Nessas horas, lembre-se: você é uma criatura de carne e osso, que acerta, erra, aprende e esquece. Ninguém nasceu sabendo e ninguém é de ferro. Assuma a sua postura, o seu lugar, o seu coração e faça aquilo que der conta, que conseguir e que te proporcionar tranquilidade. 

E para tudo aquilo que te incomoda ou te chateia, recomendo que deixe ir embora junto com a água do seu banho, momento que mais serve pra descarrego espiritual do que pra limpeza corporal, pois quem é mãe toma banho a jato, voando e tem que aproveitar cada segundo como se fosse o último. 
Então, mamãe, amiga, leitora, confidente, acredite em você, acredite na sua força e também nas suas limitações. Seja você mesma e tudo aquilo mais que gostaria, e se não puder ser na hora, acredite que uma hora vai ser e que tudo de melhor ainda está por acontecer. Afinal, você está trabalhando arduamente para isso, não está?

Um beijo e muuuuuita força na peruca!

Estamos juntas! 


4 comentários:

  1. Amigaaaaa estou em prantossss aqui!!! Sei exatamente o significado de cada palavra, intenção de cada linha e a energia do seu desabafo...Já passei por XWZ de emoções e acabei entrando em depressão(e tomando medicação tarja preta) por conta de só engolir, me fazer de forte, infalivel e esquecendo literalmente de mim. Fui muito exigente, cruel comigo mesma...não me arrependo de dedicar integralmente aos meninos, mas o puxão de orelha vale e muiiittooo para a saúde emocional/espiritual. Somos humanas e passiveis de erros/acertos e só Deus para nos guiar e nos abençoar com sabedoria...enquanto isso na sala da justiça, a super mulher precisa tirar a capa e respirar... ainda não sei como amiga...chorar, gritar, tomat banho gelado, tomar água gelada devagar, quebrar pratos(já fiz isso!)... só sei que o nosso codinome é Mãe! Mas como nenhuma tempestade dura para sempre, hoje posso lhe dizer amiga: tudo passa nesta vida, até uva passa!!! KKKKKKKKK!!!! Um abraço com todo carinho, solidariedade, força, pensamentos positivos e FÉ!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, você é uma querida, fofa demais! Muito obrigada pelo carinho, pelas palavras e desabafo! No final, somos suuuuuper mesmo! Somos fortes, guerreiras, vencedoras e abençoadas! E são por estes motivos que ELE nos escolheu! Porque conhece a nossa força, acredita nela!
      Um beijo minha amiga,

      Excluir
  2. Gente sei exatamente o que está relatando, é tanta mas tanta coisa que temos que pensar e fazer que só mostra como somos criaturas especiais de DEUS, a mulher é isso, claro que para toda regra há excessões.... Ando passando por isso procurando dar conta de tudo e ainda sobrar um tempinho para o que a gente gosta, mas confesso que tem hora que o negativo quer mesmo tomar conta e mostrar que não somos capazes, quando na verdade somos sim, o que tenho tentado aqui é usar o AMOR kkkk, não gosto de fazer fazer isso mas vou fazer com amor pois vai ser mais fácil e um dia de cada vez, não deu hj, faço amanhâ naõ mais se martirizar.... Graças a Deus estou colocando as coisas em dia e estou voltando aos poucos a fazer as coisas que gosto, mas não é fácil.... mas sem sofrimento não há vitoria, sem luta não há conquista e vamo que vamo , Xô tristeza... OBS seu lado espiritual nos inspira .... sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, querida! Que linda! Amei tudo o que disse e concordo com o seu pensamento em relação a colocar o amor em tudo. De vez em quando eu surto por aqui, choro, dou xilique. Depois passa e a situação continua na mesma, aí a gente vê o quanto se desgasta, né? rsrsrsrs
      Enfim, temos que ter muita força e coragem para enfrentar a tudo e a todos e não ir na onda dos pensamentos ruins....
      Deus nos abençoe, nos guie e nos ilumine!
      Beijos

      Excluir

Em breve responderei o seu comentário! Obrigada :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano