segunda-feira, julho 13, 2015


Não existe manual para a maternidade, existe amor!

No último sábado, rolou o Seminário de Mães aqui em BH e fui muito questionada pela minha não participação.

Pois bem, não tive vontade nenhuma mas pelo contrário, não curti saber que o evento contaria com duas profissionais que para mim, não entendem absolutamente da educação e cultura brasileira e abordam temas que ao invés de ajudar, confundem e criam minhocas nas cabeças das mamães. 

No meu ponto de vista, não existe nenhum manual ou profissional que entenda o que de fato acontece dentro de cada casa, de cada família, de cada mamãe e seu bebê. Não aceito o fato de outra pessoa querer ditar regras e impor "limites" e "condições" para criarmos os nossos filhos. Pessoas assim não nos dão o norte, elas nos afastam dele!

Pior ainda é dizer que precisamos deixar o bebê ainda com dias de vida, chorando sozinho, para se "educar", dar "espaço" e "respeitar" a rotina da família. Considero isso cruel, desumano e sou do seguinte pensamento: se você não quer mudar sua rotina, não quer passar noites em claro amamentando, doando amor, doando vida, não tenha filhos!

Como não ter respeito e amor por um ser tão indefeso e inseguro? Como recusar colo, carinho, afeto? Que tipo de ser humano consegue deixar um anjinho que acabou de chegar ao mundo sozinho? 

Sabe o que nós mamães precisamos? Precisamos de apoio emocional, suporte para as nossas dúvidas, mas que esta ajuda venha de profissionais competentes e que conheçam realmente a nossa rotina, como os médicos que nos assistem, seja o pediatra do bebê ou a obstetra que nos acompanhou desde o início gestacional. Precisamos de união dentro de casa, de um marido parceiro e disponível, precisamos de amor e compreensão. 

Opinião e fórmula mágica de como criar o filho de forma perfeita, não existe! O que existe, volto a repetir, são rotinas, situações distintas, famílias em transição e adaptação com a chegada do bebê, mamães de primeira viagem que precisam acreditar no seu instinto materno e fazer aquilo que é certo para o seu bebê, para a sua casa, para a sua família. 

Nós mulheres, somos as melhores pessoas para liderar a criação dos nossos, pois recebemos a chave para isso, o dom da maternidade acompanhado de amor, de afeto, de respeito e de compreensão. Além disso, é preciso de muita paciência e fraternidade. Precisamos nos doar, assim como alguém um dia se doou por nós. Precisamos aceitar o fato de quem está no comando somos nós, precisamos agarrar o controle e ter a segurança de que criamos os nossos filhos da melhor maneira e que não será um livro ou uma estranha que ditará as regras na nossa casa. 

Como uma pessoa tem coragem de dizer que os filhos desestruturam o casamento, o lar? Gente, Deus mandou os filhos para unir a família e não para criar o caos! Deus mandou seus anjos para abençoar a nossa vida, para nos fortalecer, dar continuidade a nossa jornada aqui, trazer experiência, maturidade, compaixão.

Confesso que há muito tempo atrás, cheguei a ler parte de um dos livros da tal Pamela e no começo achei certa graça mas depois tive vontade de vomitar. O bom senso bateu e eu pedi perdão a Deus por ter perdido tempo com tanta futilidade e desrespeito para com o ser humano.

Educação e criação, maternagem, maternidade, nada disso está nos livros, está em nós, no nosso coração, no instinto! Somos mães perfeitas, somos reais!!!!!

Amem os seus filhos, se doem por eles, entreguem-se ao amor e eliminem o risco de se perder por pessoas que desconhecem a sua vida, o seu íntimo, o seu valor! 

E como sempre, eu digo e repito, menos teoria e mais amor!

Beijos



13 comentários:

  1. Muito bem colocado Edi ! concordo totalmente ... AMOR é o nosso principal alimento !!! bjssss
    Jane

    ResponderExcluir
  2. Menos teoria e mais amor!!! Adorei a sua colocação e penso da mesma forma... não há como ensinar uma mãe a ser mãe, só ela vai saber ao certo como ser. Essas palestras só servem para nos pilhar e na maioria das vezes nos deixar ainda piores em relação a forma como criamos nossos filhos. Adorei e compartilho seu pensamento. Adoro seu blog Edi, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que concorde e tenha o mesmo pensamento, Liz!
      Muito obrigada!
      Beijos

      Excluir
  3. Amei Edi!
    Tambem acho horrivel essa teoria de deixe chorar mais um pouco para a crianca aprender!!!! Arghhhh
    Quero que as lembrancas de infancia dos meus filhos seja repleta de amor e carinho, protecao e amor!!!!!
    A vida ja eh tao dificil qdo nos tornamos adultos, qual o problema em dar o maximo de afeto aos pequenos?!
    Bem colocado seu texto Edi!!!!!
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  4. Acho que cada mãe tem um jeitinho de lidar com seus filhos

    ResponderExcluir
  5. Uma salva de palmas pra você e essa linda opinião. é tanta teoria no mundo de hoje e tanta falta de amor, tempo, dedicação!

    ResponderExcluir
  6. Adorei sua colocação. Eu também penso que quando a pessoa coloca um ser indefeso no mundo, ela tem que cuidar e proteger. Tenho vários exemplos do que não ser quando eu tiver os meus.

    ResponderExcluir
  7. Com toda certeza do mundo que o amor supera tudo.
    E toda teoria sem amor, não há boas práticas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Verdade viu. Essas palestras cheias de falsas teorias também não me atraem. Nada melhor que a prática. E um filho vem para completar a família nunca pra desestruturar. Mãe é uma "profissão" que não precisa de escola, basta o amor incondicional.
    bjus

    ResponderExcluir
  9. Concordo Edi n concordo q deixar um bebe chorar ,ou deichalo sozinho seja uma maneira de educar .P mim isso é falta d amor .E um filho é benção p qualquer lar ,Se os casamentos acabam certamente é pq n existe mais amor e isso n tem nada a ver c os filhos.

    ResponderExcluir
  10. Não vou deixar meu filho chorando, não vou negar colo, não vou negar atenção..
    Tenho consciência de que passa tudo muito rápido e vou aproveitar cada segundo da dependência do meu filho.
    Não vai lhe faltar amor, atenção e cuidado. E tenho certeza que não serei menos mãe por conta disso.

    Muitoooo mais amor.. muito mais...
    A teoria fica pra outro dia.. hahahaa

    ResponderExcluir
  11. Falou tudo Edi..concordo plenamente com você. ...parabéns, vc é iluminada....bjos

    ResponderExcluir

Em breve responderei o seu comentário! Obrigada :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano