quinta-feira, julho 30, 2015


Pai e executivo: o desafio de equilibrar o tempo

Nos últimos tempos, executivos de grandes empresas nos Estados Unidos se afastaram de cargos diretivos para se dedicar mais aos filhos depois de perceber o quanto a vida profissional os havia afastado dos filhos. É o caso de Mohamed El-Erian, que renunciou à presidência da empresa de gestão de investimentos Pimco depois que sua filha pequena entregou um papel que reunia momentos importantes da sua vida que ele havia perdido por conta do trabalho. E também Max Schireson, que abandonou o cargo de presidente da fornecedora de banco de dados Mongo DB para estar mais próximo da família. 

Para não chegar ao extremo de renunciar a uma vida profissional de sucesso, o segredo desde cedo é saber equilibrar o tempo. Com o Dia dos Pais se aproximando, vale a reflexão. Para auxiliar, a Sociedade Brasileira de Coaching preparou algumas dicas para melhorar a relação entre pais e filhos, além de alertar sobre a importância de ser uma figura presente.

· Trace um objetivo para os papéis que desempenhar - Como pai, você deseja passar uma tarde com seu filho, e como profissional, precisa trabalhar no fim de semana. Faça um planejamento das tarefas que você executará. Por exemplo, na parte da manhã, trabalhe. Durante a tarde, fique com seu filho.

· Esteja de verdade - Não adianta tirar o dia para ficar com o filho e passar todo o tempo resolvendo questões de trabalho ou outros assuntos pendentes no celular. Programe atividades que vocês podem realizar juntos, como um esporte, ir ao cinema, eventos culturais, ou até mesmo cozinhar em casa.

· “Pai não é só quem dá dinheiro” - Pelo contrário, é quem dá amor. É normal os filhos pedirem dinheiro aos pais. Entretanto, isso não pode dominar a relação. Você irá presenteá-lo porque quer vê-lo feliz, e não para conseguir um bom comportamento ou amenizar a culpa de sua ausência.

· Dialogue – Filhos são exigentes e ficar um tempo junto pode causar estresse. Se surgirem divergências, lembre-se que não ganha uma discussão quem grita mais alto. De acordo com Flora Victória, vice-presidente da SBCoaching, “desentendimentos entre pais e filhos são comuns. Entretanto, não é normal que isso seja constante. Considere que, do mesmo modo como você cobra respeito do seu filho, é imprescindível que você o respeite também”.

· Priorize o convívio - É preciso estar consciente que, ao escolher estar com a família, será necessário abrir mão de outras coisas, como por exemplo, o futebol com a turma. Isto não quer dizer que você nunca mais poderá ir a uma pelada. Se organizar seus horários, acredite: terá tempo para os dois.

· Elogie - Assim como no trabalho o líder precisa motivar, os filhos também precisam ser reconhecidos por suas ações. Lembre-se sempre de elogiar seu filho quando ele merecer, isto o incentivará para que dê o melhor em tudo que fizer.

· Você também já foi filho - Não se esqueça que um dia você já esteve no mesmo lugar que seus filhos. Recorde os pontos que você modificaria em seu pai e o que deseja se espelhar nele. A sua experiência enquanto filho e seu convívio com seu pai vai ajudá-lo a desempenhar esse papel de maneira melhor.


Ressaltando para o detalhe de que no meu ponto de vista, vale também para nós mamães! Eu estava precisando ler algo assim!

Bora compartilhar?


Beijos


8 comentários:

  1. Eu que advogo para uma multinacional tb precisava ler algo assim. Não só para as mamães, saber usar bem o tempo é missão para quase todas as pessoas. =)

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto todos os pais deveriam ler e priorizar os momentos junto com seus filhos.

    ResponderExcluir
  3. A verdade é que em tempos de pura correria que vivemos, se não ficarmos atentos deixamos passar despercebido a questão de participar da nossa vida familiar e priorizar de verdade os momentos com os filhos.
    Que esse texto venha nos levar de fato a pensar o que é participar da nossa vida familiar.
    Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Otima mensagem!!!
    O tempo ja passa tao rapido que temos que aproveitar o maximo qu pudermos com nossos filhos.
    As criancas sao carentes de atencao, e as vezes alguns minutos brincando no chao ja vale muito a pena para eles e para nos, pais!!!!
    Eu tento aproveitar ao maximo o tempo com eles, espero que eles sempre se lembrem do amor e carinho que tiveram na infancia e possam passar esse mesmo amor aos seus proprios filhos!

    ResponderExcluir
  5. Eu sei mto bem como é isso.....ja faz 4 anos que parei de trabalhar para cuidar dos meus filhos, principalmente do mais velho que é Autista....e vi um resultado impressionante.

    ResponderExcluir
  6. Nossa amei o texto Edi ,vou compartillhar

    ResponderExcluir
  7. Maridão vai ler esse texto hoje mesmooo ...
    Precisamos prestar mais atenção em td isso ne ??

    e como eu sempre digo: Menos presentes e mais PRESENTES !!

    é disso que as crianças preecisam *-*

    ResponderExcluir
  8. Pai e executivo o desafio de equilibrar o tempo Nos últimos tempos, executivos de grandes empresas nos Estados Unidos se afastaram de cargos diretivos para se dedicar mais aos filhos depois de perceber o quanto a vida profissional os havia afastado

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Em breve, retornaremos! :-)

 
Copyright 2013 Mamães Vaidosas por Edi Mariano